• André Zenobini

Movimentos Aliança Rio Grande e Pelotas vão ao DNIT

Na tarde de segunda-feira, 11, o coordenador do Movimento Aliança Rio Grande, Antônio Carlos Bacchieri Duarte e o coordenador do Movimento Aliança Pelotas, Ricardo Ferreira juntamente com o presidente do Centro de Indústrias, Amadeu Fernandes estiveram reunidos com o supervisor do DNIT em Pelotas, engenheiro Vladimir Casa. O objetivo do encontro foi obter informações técnicas a respeito do andamento das obras da BR-116.

Nesse encontro, foram obtidos subsídios que formarão a pauta das lideranças da zona sul para o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Segundo o coordenador do Movimento Aliança Rio Grande, preocupa nesta etapa da obra, as dificuldades orçamentárias dos contratos no sentido legal. “O Tribunal de Contas da União tem o entendimento de que não pode haver mais do que 25% de aditivamento dos contratos mesmo que tenham sido celebrados antes dessa regulamentação”, afirma Bacchieri.

Com isso, há preocupação de que as empreiteiras não conseguirão manter as obras até o final mesmo que haja os recursos por parte do Governo Federal. “Mesmo que tenha o dinheiro, essas empresas não podem receber mais do que o limite legal e isso traria a necessidade de nova licitação para o que ficar faltando”, explica o coordenador. Segundo informações, o ministério já estaria em contato com o Comando Militar do Sul para que assumisse mais trechos da obra, principalmente, os do lote 3.

Com relação a agenda com o ministro Tarcísio, Bacchieri afirma que o encontro poderá ficar apenas para 2020 devido a uma viagem internacional que será realizada pelo comandante da pasta. “Enquanto aguardamos essa agenda, seguimos buscando informações da execução técnica da obra para termos clareza de quais são as reais necessidades para os próximos meses”, conclui.

2 visualizações
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Rio Grande - RS - Brasil © 2020 por AZ Comunicação

Grupo Zenobini - Assessoria e Mídia

CNPJ: 29.654.842/0001-49

Desenvolvido por 1060 Logos